Secretaria de Comunicação Social - BAHIA

topo-area-1087.jpg

Invista na Bahia

A- A+

AGROINDÚSTRIA

O Brasil faz parte de um seleto grupo de países que dispõem de uma reserva de terras agricultáveis e lidera o ranking de produção e exportação de café, açúcar, suco de laranja, como também é líder na exportação de etanol, carne bovina, fumo e carne de frango.

Em 2015/2016, o Brasil produziu uma safra de 187 milhões de toneladas, apesar de uma das maiores secas dos últimos tempos, entretanto, em 2016/2017, o Brasil registrou a maior safra de sua história: 238 milhões de toneladas, segundo estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) de março de 2018, a produção para a safra 2017/2018, indica um volume de 226 milhões de toneladas.

A Bahia por sua vez produziu 5 milhões de toneladas na safra de 2015/2016, o equivalente a 3,4% de toda a produção nacional. Já a safra de 2016/2017 foi de 8,1 milhões de toneladas um aumento de 60% em relação a safra anterior. Para a safra estimada 2017/2018 a Bahia tem 3,6% de toda a produção nacional o equivalente a uma produção de 8,2 milhões de toneladas, segundo estimativas da CONAB de março de 2018.  

No Estado, o segmento de agricultura, possui uma participação significativa na estrutura do PIB (produto Interno Bruto) de 8,6%, em 2016.

Em 2016 o subsetor da agricultura empregou 89.038 pessoas, o equivalente a 6% do total para o ano.

Na Bahia, o setor da Agropecuária abriu 188 novas empresas em 2017, o que representou 0,73% do total de empresas abertas no Estado no ano, e saldo de 111 empresas. De janeiro a fevereiro de 2018 foram abertas 29 novas empresas no setor e 9 foram encerradas, portanto, um saldo positivo de 20 empresas nos dois primeiros meses do ano.

Principais itens da agricultura e da pecuária do estado da Bahia, destacando sua relevância no cenário nacional.

Tabela 1. Produção dos principais produtos agrícolas do Estado por participação (% Brasil) e

itens selecionados (2016) – em toneladas

PRODUTO

Brasil

Bahia

Ba/Br  %

Sisal ou agave (fibra)

180.948

175.931

97,23%

Mamona (baga)

24.620

22.721

92,29%

Guaraná (semente)

3.726

2.748

73,75%

Cacau (em amêndoa)

213.843

115.756

54,13%

Mamão

1.424.650

753.417

52,88%

Maracujá

703.489

342.780

48,73%

Manga

1.002.189

353.689

35,29%

Coco-da-baía

1.766.164

542.217

30,70%

Algodão herbáceo (em caroço)

3.464.103

878.645

25,36%

Palmito

117.515

27.259

23,20%

Cebola

1.657.441

291.175

17,57%

Urucum (semente)

12.817

2.211

17,25%

Banana (cacho)

6.764.324

1.084.548

16,03%

Borracha (látex coagulado)

315.629

40.314

12,77%

Limão

1.262.353

148.992

11,80%

Melancia

2.090.432

237.532

11,36%

Melão

596.430

63.049

10,57%

Café (em grão) Canephora

470.747

49.608

10,54%

 Fonte: PAM/IBGE. Elaboração SDE. 2018

Na Bahia, a agroindústria apresenta diversificadas oportunidades de investimentos nas cadeias produtivas.

 
   Uva e vinho: A uva de mesa produzida na Bahia entroupara o catálogo “Mapa das Indicações Geográficas do Brasil”, produzido pelo IBGE e pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Esta Indicação Geográfica atesta a origem e as condições especiais de fabricação dos produtos certificados, valorizando a cultura local e fomentando a atividade turística. Além disso, Bahia possui variedade de uvas com qualidade reconhecida para produção de vinhos, realiza colheita de duas safras e meia/ano e a sua área de produção pode ser ampliada para atender ao crescente mercado interno e de exportação.
 
   Cacau: principal centro de pesquisa de cacau do mundo, o estado conta com um polo de produção de cacau orgânico, a Costa do Cacau, e com Instituto Biofábrica do Cacau para produção de mudas de cacau, oferecendo como uma das oportunidades a produção de chocolates finos e derivados. Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o cacau obteve um aumento real de valor na ordem de 44,5% em 2017.
 

   Algodão: a Bahia é o 2º produtor nacional  de algodão e tem áreas disponíveis para a expansão da cultura. Excelentes oportunidades na instalação de indústria de fiação, tecelagem e confecção e na fabricação de biocombustíveis e ração. Em 2017 a Bahia registrou safra recorde de 937 mil toneladas de algodão em caroço e 393 mil toneladas de algodão em pluma de acordo com a Associação Baiana de Produtores de Algodão.

 
   Fibras naturais: um dos grandes fornecedores do produto, maior produtor nacional e mundial, a cultura abrange 75 municípios da região do semiárido do estado. A Bahia possui moderna tecnologia para desfibração. O parque industrial do sisal pode ser ampliado para substituição de plásticos, espumas e fibras sintéticas.
 
   Soja: disponibilidade de área para ampliação do cultivo com produtividade na ordem de 56 sacas/ha, implantação de agroindústrias processadoras de óleos, farelos e subprodutos para fabricação de alimentos e de ração animal e ampliação dos polos avícola e suinícola são oportunidades para quem quer investir.
 
   Milho: a Bahia ocupa posição estratégica no abastecimento do grão no Nordeste, uma vez que os demais estados da região são consumidores do produto. O milho é a cultura ideal para rotação com a soja. A produção de farinhas e rações está entre as oportunidades.
 
   Pecuária de corte: a extensão territorial do estado permite a criação de bovinos a pasto, por meio de vários sistemas e a produção do novilho precoce, com alto lucro, agregando valor a carne de qualidade superior. Bahia é Zona Livre de Febre Aftosa.
 
   Leite: a Bahia é o maior produtor do Nordeste, com polos estruturados para a produção de leite, possui plantas industriais já instaladas e áreas propícias para expansão da atividade. A implantação de parque industrial para produção de derivados é mais uma oportunidade.
 
   Ovinocaprinocultura: A  Bahia é o maior produtor de caprinos e possui o maior rebanho do Brasil. As oportunidades estão concentradas em pesquisa de melhoramento animal e na produção de queijos, leite e derivados.
 
   Fruticultura: Segundo maior polo de frutas em conformidade com os mercados, a Bahia tem potencial para implantação de agroindústrias de sucos concentrados, doces diversos, polpas de frutas e frutas cristalizadas.
 
   Aquicultura e pesca: a Bahia possui maior extensão litorânea do país, 11 ecossistemas aquáticos e, aproximadamente, 200 pontos de pescado. A produção de camarão em cativeiro (carcinicultura) desponta entre as maiores do país.
 
   Aves e suínos: três regiões do estado têm grande potencial para a instalação e ampliação de polos avícolas e suinícolas. Oportunidades na implantação de parque industrial para equipamentos, instalações e máquinas e de novas integradoras.
 
   Heveicultura: a produção de borracha localiza-se no Polo Ituberá e no Polo de Itamaraju, mas com a implantação do programa de desenvolvimento, ela será expandida para outros municípios. A produção de pneumáticos é uma  das oportunidades para o ramo.

 
   Eucalipto: a Bahia é quarto produtor do país. As oportunidades estão na implantação de parque industrial: papéis, movelaria e embalagens, na criação de novos polos de produção e no Consórcio Agrosilvopastoril.
 
 
Oportunidades de investimento:
 
Atração de novas empresas para o setor alimentício
(avesuinocultura, beneficiamento de frutas, laticínios, vinicultura, dentre outros);
 
Expansão do parque sucroalcooleiro;
 
Atração da cadeia de floricultura (embalagens, máquinas e equipamentos e acessórios);
 
Atração da cadeia da indústria têxtil (fiação, tecelagem e confecções);
 
Leite Verde - Produção de leite no Oeste com produtividade de 35.000 l/ha, 3 vezes superior à da Nova Zelândia;
 
 Implantação de pequenas, médias e grandes empresas;
 
Grande potencial na Chapada Diamantina: oliveiras, café, frutas de clima temperado;
 
Outros produtos: cítricas de mesa, fibras naturais, heveicultura, cacau orgânico, uva e vinho,
leite e gado verde, grãos, carcinicultura, aves e suínos.

 

SISTEMA SDE

Semanário SDE

Cadastre-se para receber novidades:
revista-capa-11669.jpg

Sumário Mineral - Abril 2018

revista-capa-11280.jpg

Revista Bahia Oportunidades - n°15

revista-capa-11113.jpg

Sinopse Mineral 2007 a 2016

revista-capa-10855.jpg

Revista Bahia Oportunidades - n°14

revista-capa-10185.jpg

Revista Bahia Oportunidades - n°13

revista-capa-9451.jpg

Revista Bahia Oportunidades - n°12

revista-capa-10631.jpg

Sumário Mineral - Março 2017

revista-capa-10442.jpg

Sumário Mineral - Janeiro 2017

revista-capa-11612.jpg

Potencialidades do Território Sertão Produtivo

revista-capa-11604.jpg

Potencialidades Econômicas do Município São Miguel das Matas

revista-capa-10780.jpg

Sumário Mineral - Maio 2017

revista-capa-11597.jpg

Potencialidades do Território Litoral Sul

revista-capa-10637.jpg

Desempenho da Mineração 2016

revista-capa-11585.jpg

Potencialidades Territoriais e Municipais Bacia do Jacuípe

revista-capa-11631.jpg

Potencialidades do Território Velho Chico

revista-capa-11022.jpg

Sumário Mineral - Julho 2017

revista-capa-11589.jpg

Potencialidades do Território Baixo Sul

revista-capa-11602.jpg

Potencialidades do Território Irecê

revista-capa-9550.jpg

Desempenho da Mineração 2015

revista-capa-8970.jpg

Versão Inglês-Coreano

revista-capa-10510.jpg

Sumário Mineral- fevereiro 2017

revista-capa-10756.jpg

Mapeamento do Perfil de Ocupação Profissional

revista-capa-11693.jpg

Captação de Recursos

revista-capa-4612.jpg

Versão Inglês-Mandarim

A Bahia é o cenário perfeito para grandes oportunidades de negócios. Saiba mais sobre o Estado

revista-capa-11240.jpg

Sumário Mineral - Outubro 2017

revista-capa-11511.jpg

Sumário Mineral - Janeiro 2018

revista-capa-11104.jpg

Sumário Mineral- setembro 2017

revista-capa-11610.jpg

Potencialidades do Território Recôncavo

revista-capa-9023.jpg

Versão Português-Inglês

revista-capa-10849.jpg

Sumário Mineral - Junho - 2017

revista-capa-11599.jpg

Potencialidades do Território Metropolitano do Salvador

revista-capa-11606.jpg

Apresentação do Território Portal do Sertão

revista-capa-11629.jpg

Potencialidades do Território Vale do Jiquiriça

revista-capa-11055.jpg

Sumário Mineral- agosto 2017

revista-capa-11627.jpg

Potencialidades do Território Sudoeste Baiano

revista-capa-11529.jpg

Sumário Mineral - Fevereiro 2018

revista-capa-9051.jpg

Versão Inglês-Russo

revista-capa-11625.jpg

Potencialidades do Território Sisal

revista-capa-10722.jpg

Sumário Mineral- abril 2017

revista-capa-11591.jpg

Potencialidades do Território Costa do Descobrimento

revista-capa-11614.jpg

Sumário Mineral - Março 2018

revista-capa-11394.jpg

Sumário Mineral - Dezembro 2017

revista-capa-11623.jpg

Apresentação das Potencialidades do Território de Identidade Sisal

revista-capa-11608.jpg

Potencialidades do Território Portal do Sertão

revista-capa-11368.jpg

Sumário Mineral - Novembro 2017

revista-capa-11587.jpg

Potencialidades Territoriais e Municipais Baixo Sul

revista-capa-9077.jpg

Versão Inglês-Japonês

revista-capa-11595.jpg

Potencialidades do Territírio Extremo Sul

revista-capa-11601.jpg

Potencialidades Econômicas do Município São Sebastião do Passé

revista-capa-11593.jpg

Apresentação do Território Extremo Sul no Seminário Territorial de Educação

SDE - Secretaria de Desenvolvimento Econômico
4ª Avenida, nº 415, CAB. - CEP 41.745-002 - Salvador - Bahia
Tel: (71)3115-7890 | (71)3115-7937
E-mail: ascom@sde.ba.gov.br
localização

Horário de funcionamento:
De segunda à sexta-feira das 08:30 às 12:00 e 13:30 às 18:00h.

Todo o conteúdo deste portal pode ser utilizado livremente,
desde que a fonte seja citada.

webmail Intranet